S.M.Feira: Mais mil e duzentas pessoas desempregadas em relação a 2019

No entanto, a variação mensal de desemprego diminui em relação a mês homólogo

Em relação a junho de 2019 todos os concelhos registaram um aumento de desempregados registados, exceto Espinho; também 14 dos concelhos sofreram um aumento na variação mensal de desemprego, um manteve essa variação e quatro que registaram uma diminuição, face ao mês de junho de 2019, sendo um deles Santa Maria da Feira.

É inegável como a pandemia teve efeitos nefastos na economia portuguesa, e Aveiro um dos bastiões industriais do país, refletiu essa adversidade – os dados publicados pelo INE e divulgados pela CGTP, relativos ao mês de junho de 2020 mostram uma taxa de desemprego registado no país que rondam os 7% – só no mês de junho, a população empregada diminuiu em 164 300 trabalhadores em relação a junho de 2019.

Durante o mês de junho de 2020, em Aveiro o número de desempregados registados no distrito foi de 24 117, um aumento de 5 969 em relação ao mesmo mês de 2019.

Estes números elevam o distrito de Aveiro ao sexto lugar no que concerne a desemprego registado.

Assim a variação mensal o desemprego registado aumentou em 14 dos concelhos do distrito de Aveiro – Águeda, Albergaria-A-Velha, Anadia, Arouca, Aveiro, Castelo de Paiva, Estarreja, Ílhavo, Mealhada, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Vagos e Vale de Cambra e manteve-se no concelho de Sever do Vouga.

No entanto, quatro concelhos conseguiram diminuir a variação mensal de desemprego registado; foram eles Espinho, Oliveira de Azeméis, São João da Madeira e Santa Maria da Feira.

Santa Maria da Feira registava, em junho de 2019, 4 099 desempregados registados, ao passo que no mês homologo registava 5 344 – mais 1 245 pessoas desempregadas que ano anterior.

No entanto, a variação mensal ficou pelos -1.78% comparativamente à variação global do distrito que se situou nos 0.87%.

A União dos Sindicatos de Aveiro, em comunicado, sublinha que “estes números confirmam que milhares de trabalhadores” foram “e continuam a ser atingidos pelas consequências da paralisação da atividade económica”.

Esta associação adverte ainda que “mesmo partindo dos dados do mês de junho de 2020, divulgados pelo INE, no qual assume que a taxa de subutilização (que não abrange todas as situações de desemprego) foi de 15,4%, calcula que o desemprego estatístico no distrito de Aveiro esteja próximo dos 54 000 trabalhadores desempregados.”

A associação intersindical ainda culpa este aumento pela “exploração patronal” que estará “à boleia da pandemia da Covid 19.”

@DiariodaFeira

Faça o primeiro comentário a "S.M.Feira: Mais mil e duzentas pessoas desempregadas em relação a 2019"

Comentar